CLA lança foguete de sondagem VSB-30 com oito experimentos na Operação Rio Verde

Publicado em

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, lançou com sucesso na manhã desta quarta-feira (7) o foguete suborbital VSB-30, como parte da Operação Rio Verde, iniciada no dia 20 de novembro. O veículo levou bordo a carga-útil MicroG2, de 500 kg e com oito experimentos científicos e tecnológicos, resgatada em alto mar – a 30 km da costa – pelos esquadrões Harpia, Netuno e Para-SAR. Esse foi o quarto lançamento desse veículo a partir do Maranhão, e o 11º do foguete.

Segundo informou o CLA, o lançamento ocorreu às 11h10 (horário local). O voo durou 11 minutos e quatro segundos, e o equipamento foi rastreado pelos radares do CLA, em Alcântara, e do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), em Parnamirim (RN), utilizado como estação remota.

Durante o voo, os experimentos embarcados transmitiram dados via telemetria que possibilitarão aos pesquisadores responsáveis aprimorarem estudos como controle térmico de equipamentos eletrônicos tanto no espaço como em terra, utilização de sensores para determinação de atitude de sistemas espaciais, acompanhamento das mudanças de fase de amostras distintas de materiais no espaço, desenvolvimento de um GPS de aplicação espacial capaz de determinar a latitude, longitude e altitude da carga-útil durante todas as fases do voo de um foguete, qualificação de sistema de segurança que impede a ignição não programada de veículos espaciais e desenvolvimento de um sequenciador de eventos pirotécnicos e comutação de energia – veja a lista de experimentos abaixo.

Novas tecnologias de meios porosos para dispositivos com mudança de fase (MPM-A)
MPM-B
Efeitos da Microgravidade Real no Sistema Vegetal Cana de Açúcar (VGP2)
Sistema para Determinação de Atitude de Veículos Espaciais (E-MEMS)
Solidificação de Ligas Eutéticas em Microgravidade (Slem)
Sistema de Posicionamento Global (GPS)
Sensor Mecânico Acelerométrico (SMA)
Circuito de Comutação e Atuação (CCA)

A Operação Rio Verde reuniu em torno de 250 participantes, entre militares, servidores do Comando da Aeronáutica (Comaer) e pesquisadores. Participam da operação técnicos e engenheiros do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), Comando-Geral de Operações Aéreas (Comgar), Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), Marinha do Brasil, CLA, CLBI – utilizado como estação remota de rastreio –, Centro Espacial Alemão (DLR); além de cientistas e pesquisadores Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Carga-útil foi recuperada pela FAB em alto mar
Carga-útil foi recuperada pela FAB em alto mar (Foto: Divulgação/FAB)
Carga-útil foi recuperada pela FAB em alto mar
Carga-útil foi recuperada pela FAB em alto mar (Foto: Divulgação/FAB)

Imprevistos no lançamento do VSB-30

De acordo com a Agência Espacial Brasileira (AEB), apesar do sucesso no lançamento, a carga-útil com os oito experimentos não atingiu a altura máxima (apogeu) esperada pela Operação Rio Verde. A expectativa era de que o foguete alcançasse o ambiente de microgravidade, acima de 100 km, por até seis minutos.

Carga-útil levou oito experimentos científicos
Carga-útil levou oito experimentos científicos (Foto: Divulgação/AEB)

As razões do imprevisto serão avaliadas nos próximos 30 dias, segundo informa a AEB. Ainda assim, o problema não inviabilizou a operação, já que dados de alguns experimentos serão úteis para futuras pesquisas, conforme explicou o coordenador dos experimentos, José Bezerra Pessoa Filho.

Trabalharemos com empenho a fim de oferecer outra oportunidade para que esses experimentos sejam testados da melhor maneira possível e não atrapalhe a condução das pesquisas
Carlos Eduardo Quintanilha Vaz de Oliveira, gerente do programa microgravidade da AEB

A professora Kátia Castanho Scortecci, da UFRN, responsável pelo experimento da cana de açúcar explica que o objetivo de sua pesquisa é compreender o efeito da microgravidade em plantas. A pesquisadora ainda alimenta o sonho de realizar o experimento em uma estação espacial, o que pode auxiliar o homem a viver em outros planetas.

Queremos ver outros resultados moleculares como genes e proteínas em respostas a essas condições
Kátia Castanho Scortecci, pesquisadora da UFRN

CLA lança foguete de sondagem VSB-30 com oito experimentos na Operação Rio Verde
CLA lança foguete de sondagem VSB-30 com oito experimentos na Operação Rio Verde (Foto: Divulgação/FAB)

Operação Rio Verde

Na operação, o CLA lançou ainda um Foguete de Treinamento Básico (FTB), o 31º voo do FTB a partir de Alcântara.

CLA lança foguete de treinamento como parte da Operação Rio Verde

Publicado em

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) lançou com sucesso na tarde dessa terça-feira (29) mais um Foguete de Treinamento Básico (FTB), como parte da Operação Rio Verde, que tem como objetivo principal levar ao espaço, por meio do voo nº 11 do veículo suborbital VSB-30, oito experimentos de pesquisas da comunidade técnico-científica do Brasil a bordo da carga-útil MicroG2, de forma a permitir a realização de ensaios em ambiente de microgravidade, o rastreio e o resgate no mar. Esse foi o 31º voo do FTB a partir de Alcântara, no norte do Maranhão.

Segundo a Agência Espacial Brasileira (AEB), o lançamento ocorreu às 14h02 (horário local), com duração total de voo de dois minutos e 43 segundos, seguindo parâmetros de trajetória previstos até a queda no oceano Atlântico, a 15 km de distância do local de lançamento. O foguete atingiu apogeu (altitude máxima) de 31,4 km.

O veículo lançado nesta terça-feira apresentou um excelente desempenho, seguindo conforme o perfil de trajetória previsto. A atividade foi de suma importância para treinarmos procedimentos e testar todos os equipamentos associados às operações, e que serão empregados no lançamento do foguete VSB-30 com a carga-útil MicroG2 a partir da próxima semana
Cláudio Olany Alencar de Oliveira, coronel aviador e diretor do CLA

FTB foi lançado no cronograma da Operação Rio Verde
FTB foi lançado no cronograma da Operação Rio Verde (Foto: Divulgação/AEB)

Operação Rio Verde

Na 23ª operação de lançamento do VSB-30, cientistas e pesquisadores vão realizar estudos em ambiente de microgravidade, acima de 100 km, por até seis minutos. Os experimentos vão na carga-útil do foguete que será lançado na Operação Rio Verde, iniciada no dia 20 de novembro.

Foguete de treinamento testa efetivo do CLA
Foguete de treinamento testa efetivo do CLA (Foto: Divulgação/CLA/Arquivo)

Pela primeira vez sendo utilizado em operações de veículos de médio porte, testaremos novos procedimentos a partir do novo prédio de segurança do Setor de Preparação e Lançamento (SPL); (…) além disso, estamos testando novos Sistemas Operacionais do Centro
Cláudio Olany Alencar de Oliveira, coronel aviador e diretor do CLA

Para o CLA, a Operação Rio Verde é uma oportunidade, ainda, de ampliar a segurança das atividades do setor operacional do Centro, como destaca o diretor da unidade do Comando da Aeronáutica no Maranhão.

Participam da operação técnicos e engenheiros do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), Comando-Geral de Operações Aéreas (Comgar), Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), Marinha do Brasil, CLA, Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) – utilizado como estação remota de rastreio –, Centro Espacial Alemão (DLR); além de cientistas e pesquisadores Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Operação Rio Verde teve início no dia 20 de novembro
Operação Rio Verde teve início no dia 20 de novembro (Foto: Divulgação/CLA)

Veja, abaixo, quais experimentos serão realizados:

Novas tecnologias de meios porosos para dispositivos com mudança de fase (MPM-A)
MPM-B
Efeitos da Microgravidade Real no Sistema Vegetal Cana de Açúcar (VGP2)
Sistema para Determinação de Atitude de Veículos Espaciais (E-MEMS)
Solidificação de Ligas Eutéticas em Microgravidade (Slem)
Sistema de Posicionamento Global (GPS)
Sensor Mecânico Acelerométrico (SMA)
Circuito de Comutação e Atuação (CCA)

CLA lança foguete em preparação à Operação Rio Verde

Publicado em

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) lançou na manhã desta sexta-feira (14) o 30º Foguete de Treinamento na Operação Falcão I 2016, iniciada na última segunda-feira (10) e que tem por finalidade o treinamento operacional das equipes e meios de apoio, preparação, lançamento e rastreio de foguetes, e ainda, a obtenção de dados para a qualificação e certificação do foguete. A operação também prepara as equipes para o lançamento do foguete VSB-30, a ser realizado na Operação Rio Verde.

Fiat Toro é apresentado no MA

Publicado em

Nesta quinta feira (25), a direção da Taguatur Veículos reúne os atletas Shirley Orivane, Marcelo Medeiros e Bruno Lobo, além de convidados, para apresentar o veículo que vai revolucionar o mercado de picapes do Brasil: é o Fiat Toro, que nas ruas movimentadas da cidade ou estradas mais remotas, é o novo companheiro para quem gosta de aventuras.

Os atletas foram convidados pela Taguatur Veículos para conhecerem de perto a funcionalidade e importância do Toro, mas durante todo o dia, o público interessado vai poder conhecer um novo conceito de veículo, que conta com robusta caçamba e motor 2.0.

Divulgação
Izabela Medeiros (Taguatur) entre Shirley Orivane e Bruno Lobo.

Arianespace lança satélite que beneficia o Brasil

Publicado em

Nessa semana, o consórcio europeu Arianespace lançou com sucesso, da Guiana Francesa, mais um foguete Ariane 5, colocando simultaneamente em órbita dois satélites de telecomunicações: Eutelsat 8 West B e o Intelsat 34 – esse segundo que beneficia o Brasil.

Construído pela Thales Alenia Space, o Eutelsat 8 West B vai oferecer serviços de telecomunicações e de televisão em alta (HDTV) e ultra definição (UHDTV) na África, Oriente Médio e América do Sul. Já o Intelsat 34, construído pela Space Systems Loral (SSL) fornece soluções de conexão para meios de comunicação, nas áreas de internet banda larga e telefonia móvel, além de abrigar uma plataforma brasileira de televisão por assinatura (difusão direta).

Assista ao lançamento:

Arianespace
Lançamento do Ariane 5, na Guiana Francesa

O sucesso do lançamento de um satélite a ser utilizado pela iniciativa privada reacende a pergunta: ‘por que não no Brasil’? Com atrasos no cronograma, o lançamento do Veículo Lançador de Satélites (VLS), com tecnologia nacional, previsto para ocorrer em 2014, está sem data para ocorrer.

No mês de julho, um comunicado enviado pelo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Mauro Vieira, ao embaixador ucraniano Rostyslav Tronenko formalizou a quebra do tratado que deu origem à empresa binacional Alcantara Cyclone Space (ACS) no Maranhão, dando fim a outra oportunidade de lançamento em território brasileiro de um foguete modelo Cyclone 4 – de transporte de satélites de órbita baixa.