Pode substituir o açúcar? Ser consumido todos os dias? Veja mitos e verdades sobre o mel

Publicado em

O mel, além de saboroso, possui diversos nutrientes essenciais para a saúde do nosso corpo, entre eles, proteína e sais minerais. Elaborado pelas abelhas a partir do néctar coletado das flores, o mel ainda conta com vitaminas A, B1, B2, B3, B5, B6, C e Biotina. No entanto, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre os benefícios e supostos malefícios que o alimento traz à saúde. Para esclarecer mitos e verdades sobre o mel, Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da empresa alimentícia Superbom, lista alguns deles.

Pode substituir o açúcar? Ser consumido todos os dias? Veja mitos e verdades sobre o mel
Pode substituir o açúcar? Ser consumido todos os dias? Veja mitos e verdades sobre o mel

Mel é um ótimo substituto para o açúcar

Verdade. Para quem procura uma vida saudável e evita comer alimentos com açúcar, trocá-lo pelo mel é uma ótima opção, já que o mesmo possui alto valor energético e é rico em frutose e glicose. “O mel é um composto de baixo índice glicêmico, mas deve ser consumido com cautela. O consumo de duas colheres diárias do alimento é ideal”, conta a especialista.

Não pode ser consumido todos os dias

Mito. Ingerir a quantidade ideal de mel por dia pode trazer muitos benefícios tanto à saúde, quanto para a pele. O alimento é um dos responsáveis pelo bom funcionamento das nossas células nervosas, essenciais para a realização de diversos processos em nosso corpo. “É extremamente importante que o mel seja o mais natural e puro possível. Os alimentos com aditivos extras de sacarose não trazem os mesmos efeitos positivos ao nosso organismo”, explica.

Mel pode substituir o açúcar e fazer parte do cardápio de todos os dias
Mel pode substituir o açúcar e fazer parte do cardápio de todos os dias

Atua contra o envelhecimento e doenças

Verdade. O mel é uma das principais fontes de antioxidantes. Essas substâncias, além de minimizar o impacto que os radicais livres causam nas células do nosso corpo, previnem o envelhecimento e o aparecimento de doenças como o Alzheimer, por exemplo. “Para não perder essa ação, o ideal é consumir um mel de qualidade e que não endureça quando conservado. Se possível, saiba a procedência deste. Também vale destacar que o cozimento do alimento pode eliminar o seu trabalho antioxidante”, pondera a nutricionista.

Não pode ser consumido durante a menopausa

Mito. O consumo do mel é indispensável para as mulheres que estão no período da menopausa. “Nessa fase, elas sofrem com queda de estrógeno e cálcio. O alimento, então, contribui para a reposição desses elementos tão importantes para a saúde feminina”, pondera.

É um ótimo aliado para os problemas de garganta

Verdade. A tradicional receita da nossa avó para amenizar essa dor ainda é a melhor. O mel age diretamente nas mucosas e lubrifica a garganta, ajudando a reduzir a irritação e as dores. Ele é extremamente eficaz quando se trata de resfriados e inflamação. “É importante ressaltar que o alimento alivia os sintomas, mas não cura efetivamente as doenças”, comenta.

Cuidados com a pele antes de dormir em cinco passos

Publicado em

Quem nunca chegou em casa a ponto de querer deitar sem retirar a maquiagem? E quem, mesmo retirando a maquiagem, tem preguiça de fazer todas as noites o mesmo ritual de beleza que é feito pela manhã? Parece sempre uma boa ideia, mas não dá para imaginar o quanto a pele vai agradecer pela manhã se você fizer o contrário, tendo simples cuidados com a pele antes de dormir.

Nossa pele merece cuidados mesmo durante a noite
Nossa pele merece cuidados mesmo durante a noite

Todos nós ficamos expostos diariamente às variações climáticas, como sol, poluição, ventos, etc. Durante a noite, a pele se autorregenera desses malefícios e se prepara para o dia seguinte. Mas, é possível ajudar o nosso organismo a executar mais eficazmente essa tarefa, com o uso de produtos cosméticos à base de ativos específicos para atuar durante o sono.

Estudos comprovam que à noite o organismo inicia um processo de reparo, principalmente entre 10h da noite até às 2h da manhã. Essa etapa chama-se ciclo circadiano, isto é, o nosso organismo libera hormônios e substâncias que atuam em determinados horários, ou melhor, na ausência de luz, para ajudar a pele a se autorreparar.

Durante a noite, a pele se autorregenera
Durante a noite, a pele se autorregenera

Por esta razão, é de extrema importância adotar alguns hábitos noturnos como, no mínimo, uma noite por semana, realizar esfoliação com um produto adequado ao tipo de pele (oleosa, mista ou seca), como comenta a farmacêutica e consultora técnica da Biotec Dermocosméticos, Mika Yamaguchi:

Porém, deve-se utilizar dermocosméticos diariamente à base de ativos nutritivos, sobretudo, a partir dos 30 anos, quando o organismo começa a apresentar algumas deficiências na capacidade de se autorregenerar

Durante a noite, o metabolismo das células da pele aumenta e, por isso, ela absorve mais e melhor os nutrientes inseridos nos dermocosméticos do que em qualquer outro período do dia.

Há diversos ativos que podem colaborar com a pele durante a sua autorregeneração. Contudo, deve-se optar por formulações que contenham elementos que auxiliam as células da pele a produzir energia, fortalecer a barreira cutânea e facilitar a permeação de outros ativos ricos em nutrientes, tais como: Arct Alg, Turmalina, Oligomix, Hyaxel e PGT1. Independente do sexo, todos devem utilizar essas formulações diariamente, associadas ou separadamente, de acordo com a indicação do dermatologista.

Para que o ritual noturno realmente valha a pena o esforço, Mika ainda dá algumas dicas:
• Lave sempre o rosto com o sabonete específico para o seu tipo de pele;
• Use um tônico e hidratante para alimentar a pele durante o sono;
• Quando procurar um creme noturno, considere sua idade, tipo de pele, necessidades específicas e procedência da marca ou do produto manipulado;
• Procure um dermatologista e peça para ele formular um creme noturno específico para você;
• Não se esqueça que, na hora de escolher, o importante é nutrir a pele durante a noite.

80% dos brasileiros não conseguem manter alimentação regrada em meio à rotina corrida

Publicado em

Conseguir administrar todos os compromissos, gerenciar o estresse e ainda ter saúde e qualidade de vida é desejo de grande parte dos brasileiros. Dados da pesquisa Barreiras para uma Vida Saudável, realizada on-line pelo Ibope Conecta em parceria com Centrum Vitamints, apontam que, apesar de mais de 80% não ter uma alimentação regrada, 95% dos entrevistados estão dispostos a mudar pequenos hábitos em sua rotina para ser mais saudáveis; no entanto, 1/3 acha difícil conseguir.

A pesquisa – que entrevistou mil homens e mulheres com idade entre 25 e 50 anos, das classes A e B, em todo o Brasil, com margem de erro é de quatro pontos percentuais e 95% de confiança – foi elaborada com o intuito de entender o estilo de vida dos brasileiros, especialmente com relação à alimentação, e avaliar a predisposição das pessoas às mudanças de hábitos para terem mais saúde e bem-estar.

Segundo os resultados obtidos, dois em cada três brasileiros, afirmam ter dias agitados ou desregrados. Quando questionados sobre como é a sua alimentação nestes dias, 77% dizem que buscam alimentos rápidos e práticos, destes 44% consomem o que estiver disponível e apenas 33% afirmam se preocupar em comer frutas, verduras e legumes.

Mas nem sempre os alimentos são escolhidos para uma alimentação correta, como explica a nutricionista Andrea Forlenza:

Ao procurarem alimentos rápidos, as pessoas nem sempre escolhem de forma correta o que vão comer. Um exemplo disso é quando chegam a um restaurante e pedem o que já está pronto e disponível no balcão, como um salgado, achando que esta é a opção mais rápida. Se elas gastarem um minuto a mais para olhar o cardápio, verão que há opções mais saudáveis que também podem ser rápidas

62% dos entrevistados manifestaram desejo de incluir mais frutas e verduras na alimentação
62% dos entrevistados manifestaram desejo de incluir mais frutas e verduras na alimentação

Quando perguntados sobre quais atitudes mudariam no dia a dia para ter mais saúde e bem estar, em primeiro lugar, 72% dos entrevistados afirmam que gostariam de fazer mais exercícios e, em segundo, 62% dizem que incluiriam mais frutas e verduras na alimentação.

Grande parte das pessoas tem dias muito atribulados e não consegue manter uma alimentação regrada o tempo todo. Neste contexto, pequenas mudanças na rotina podem impactar positivamente a saúde destas pessoas

Dormir melhor aparece em terceiro lugar, com 50% das respostas.

De acordo com a nutricionista, os grandes obstáculos para adquirir hábitos saudáveis são as metas inatingíveis.

É comum os pacientes chegarem para a consulta com ideias radicais de mudanças na alimentação ou prática de exercícios que não são reais e, quando percebem que não irão cumpri-las, acabam se frustrando e desistindo

Manter alimentação regrada é possível com pequenas mudanças

Fazer pequenas mudanças na rotina diária pode ser o caminho para uma efetiva melhora na qualidade de vida, reforça a nutricionista.

Levar para o lanche frutas fáceis de consumir, como banana, maçã ou pera; incluir pelo menos uma verdura, legume ou fruta nas principais refeições; ou ainda substituir refrigerantes por sucos naturais são atitudes simples que podem auxiliar neste processo de reeducação

Toda pequena atitude saudável conta. “Uma mudança simples e prática que também pode complementar a alimentação e equilibrar as quantidades de vitaminas e minerais necessárias para o bom funcionamento do organismo é o uso de multivitamínicos”, completa Andrea Forlenza.

Equilibrar as quantidades de vitaminas e minerais é chave para alimentação regrada
Equilibrar as quantidades de vitaminas e minerais é chave para alimentação regrada

Para atender as necessidades de quem quer manter hábitos saudáveis em meio à correria da vida moderna, a marca, que realizou a pesquisa, desenvolveu um novo multivitamínico em formato de pastilhas mastigáveis, que pode ser consumido em qualquer lugar, sem água, que complementa as doses diárias de vitaminas e minerais e auxilia no aproveitamento da energia, na imunidade e possui ação antioxidante.

Segundo a marca, o produto contribui para a imunidade, pois traz a vitamina C, que ajuda na manutenção das defesas do organismo; possui vitaminas do complexo B, essenciais para o funcionamento celular e produção de energia; e tem também ação antioxidante, pois as vitaminas C e E, o manganês e o selênio ajudam a proteger as células da ação dos radicais livres.