Desidratação é um risco em qualquer estação do ano; saiba quais os sinais de alerta

Publicado em

Quando se fala em hidratação, boa parte das pessoas logo pensa em verão, sol e calor. Só que não: no inverno e outono, épocas mais frias do ano, é mais fácil se esquecer de ingerir líquidos e chegar a um quadro de desidratação. Por isso, a hidratação vai além da estação do ano, como explica a nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão de São Paulo, Cintya Bassi.

Nosso organismo é composto por cerca de 70% de água e a perdemos, naturalmente, por meio da transpiração, da urina, das fezes e até da respiração, precisando a repor sempre. A falta de ingestão de água e isotônicos naturais podem levar à desidratação grave, causando tontura, desmaios, confusão mental e até o comprometimento no transporte de vitaminas e minerais no organismo

Desidratação é um risco em qualquer estação do ano
Desidratação é um risco em qualquer estação do ano

Diariamente, o organismo humano necessita de, aproximadamente, um litro a cada 35 kgs, variando conforme o clima do dia e idade da pessoa. A ingestão de líquido no decorrer do dia é imprescindível, tanto por meio de alimentos, quanto de bebidas.

Melhora até mesmo a aparência da pele, diminuindo a ocorrência de celulites e rugas, sem contar que beneficiam as fibras de colágeno que sustentam a pele e precisam de água para se renovarem. Os alimentos que mais contém água são legumes, frutas, leite e carnes. Porém, essa não deve ser a única forma de hidratação, também devendo ingeri-la em sua forma pura, sucos e água de coco

Uma dúvida que as pessoas costumam ter é se a água com gás também é considerada saudável: a profissional explica que, assim como a mineral, a com gás é uma importante aliada à hidratação.

A diferença entre as duas é o fato da água com gás ter adição de dióxido de carbono, o qual se consumido em grandes quantidades pode causar irritação gástrica

E mesmo quando estamos sem sede, é aconselhável beber água.

Em condições normais, a sede é um bom lembrete da necessidade de bebê-la. Porém, em situações especiais, como transpiração excessiva ou clima quente, a sensação de sede pode não acompanhar a necessidade

Desidratação e seus riscos

Quando a ingestão de água é insuficiente, o organismo pode apresentar sintomas de desidratação, como boca e pele seca, olhos fundos, cansaço, dor de cabeça, tontura, entre outros. Em casos graves, pode até evoluir para queda de pressão arterial, perda de consciência, convulsão, coma, falência dos órgãos e morte.

O organismo não é capaz de armazenar água, por isso a quantidade de líquido no corpo precisa ser constantemente reposta. Lembrando que, depois do oxigênio, a falta de água é o que mais afeta o organismo, que só suporta ficar sem água até, no máximo, dois ou três dias

Segundo Cintya Bassi, a água só é limitada em caso de hiponatremia – nível baixo de sódio no sangue, o qual é diluído ainda mais na presença de água em excesso – insuficiência renal ou cardíaca. Também durante as refeições o ideal é ingerir pouco líquido, pois, se consumirmos mais de um copo, pode dilatar o estômago.

Seis dicas para aproveitar o outono na Califórnia

Publicado em

Com informações de assessoria

A paisagem da Califórnia (Estados Unidos) ganha um colorido especial no outono, enquanto as temperaturas continuam convidativas. Época boa para acompanhar a colheita em Napa Valley ou Sonoma, encarar as trilhas nos parque nacionais ou apenas relaxar em Los Angeles. Veja seis dicas imperdíveis:

Tranquilidade em Los Angeles: quase ninguém sabe, mas Los Angeles tem vários jardins que são verdadeiros oásis. O Descanso Gardens é um deles: são cinco hectares de rosas e outras flores, bem como uma casa de chá doada pela comunidade nipo-americana. Outro jardim secreto é o Kyoto Gardens, no última andar do hotel DoubleTree by Hilton Downtown, um lugar bem zen, com flores, árvores bonsai, cachoeiras e até uma ponte, de onde se abrem vistas deslumbrantes da cidade – e das montanhas de San Gabriel. Outra dica para aqueles em busca de um lugar sereno para sentar e ler, ou desfrutar de uma pausa durante o almoço: no jardim do Walt Disney Concert Hall você encontra um refúgio tranquilo bem no Centro da cidade;

Divulgação
Walt Disney Concert Hall. Foto: Divulgação

Yosemite, aventura e contemplação: para quem curte aventura, o Parque Nacional Yosemite é ótima opção no outono, época de baixa temporada, quando as reservas são menos disputadas e é possível explorar a região com mais tranquilidade. As árvores ganham um colorido em tons de dourado, amarelo e laranja. A temperatura durante o dia é agradável e perfeita para caminhadas pelas inúmeras trilhas do parque. São diversas opções de hospedagem, como o luxuoso e histórico hotel The Ahwahnee, o family-friendly Yosemite Lodge at the Falls, ou o estilo rústico e clássico de camping do Curry Village. Muitos visitantes se contentam em simplesmente sentar e apreciar a paisagem, mas outros preferem um agradável passeio de bicicleta no vale de Yosemite, uma maneira divertida de ver os picos de granito e o colorido da estação. Há aluguel de bicicletas disponíveis no Yosemite Lodge at the Falls;

Todas as cores da estação no Lake Tahoe: de setembro a novembro, as árvores do lado norte do lago se transformam e exibem impressionantes tons da estação. Para quem adora uma caminhada, em Page Meadowns há extensas trilhas com essa paisagem. Já os que buscam por água podem sair de Spooner Lake para chegar em Marlette Lake e vislumbrar as margens do lago rodeada de tons amarelo, laranja e vermelho, o lugar ideal para uma parada ou um almoço antes da caminhada de volta. Para uma recompensa imediata com vista panorâmica deslumbrante do maior lago alpino da América do Norte, opte por uma caminhada rápida de 15 minutos até Eagle Rock, ao Sul da cidade de Tahoe, perto de Blackwood Canyon;

Divulgação
Mammoth Lakes. Foto: Divulgação

As vistas espetaculares de Mammoth Lakes: antes de chegar, indica-se um passeio pela região de Eastern Sierra, no caminho de Mammoth Lakes, que hospeda diversos monumentos e parques nacionais. Uma vez em Mammoth Lakes, aproveite para curtir a paisagem que inclui cânions esculpidos pela forte correnteza e que se alastram pela região. Há diversas opções de trilhas para caminhada ou ciclismo, além de milhões de hectares de terras da Floresta Nacional para explorar. Barcos, pesca e cavalo são ótimas opções para curtir o lugar;

Tempo de colheita em Napa Valley e Sonoma County: o outono é um momento de muita cor e beleza na região de Napa e tudo começa quando a última das uvas é colhida. O fundo do vale fica coberto com uma folhagem amarela e vermelha e o aroma da fermentação das uvas deixa o ar perfumado. Aproveite a temporada para ver como os produtores de vinho pesquisam a safra para ter certeza de que fizeram a colheita no momento certo. Apesar de ser um destino atraente durante todo o ano, há uma magia especial em Napa Valley a cada outono.

Em Sonoma, os vinhedos mudam de verde para dourado e vermelho, um cenário perfeito para uma caminhada a pé ou de bicicleta. Conhecida como “Crush”, a época da colheita no Wine Country é um tempo mágico que resgata um processo de crescimento da região ao longo dos anos e acontece no fim do outono. As uvas são colhidas, esmagadas e armazenadas em tanques para iniciar o processo de fermentação. Eventos deliciosos como o Heirloom Tomato Festival e Sonoma Wine Country Weekend. O Russian River Jazz & Blues Festival aquece as noites descoladas enquanto Art Trails e Weekend Along Farm Trails são outros acontecimentos imperdíveis da temporada de outono.