Planetário e circuito interativo aproximam ciência de crianças e adultos em São Luís

Publicado em

Dois eventos para aproximar a ciência de crianças e adultos estão em curta temporada em São Luís. Tratam-se da Nave Planetária – um planetário com cinco metros de altura – e Xperience – Ciência e Diversão – um parque de diversões de experimentos científicos –, instalados até 26 de março de 2017, na praça de eventos no Shopping da Ilha.

Na Nave Planetária, os visitantes podem contemplar a apresentação de um belíssimo domo com capacidade para 50 pessoas, com ar-condicionado, e projeção em alta definição e 360 graus.

O planetário, o primeiro móvel e 100% digital do Brasil, usa tecnologia importada, com filmes licenciados e dublados sobre a Terra, formação dos planetas, o Universo, o Big Bang.

Como um rádio pode funcionar a partir de uma bicicleta ecologicamente correta?
Como um rádio pode funcionar a partir de uma
bicicleta ecologicamente correta? (Foto: Divulgação/Shopping da Ilha)

Já o circuito Xperience conta com 19 aparelhos interativos, que transmitem conhecimento por meio do lazer. O parque foi desenvolvido pelos mesmos criadores do Museu do Catavento, em São Paulo, o segundo museu mais visitado do Brasil.

Entre os conhecimentos transmitidos por meio da prática, estão a formação dos raios, experiências de arrepiar o cabelo e qual o truque que faz uma mulher virar gorila no circo, além de mostrar um rádio funcionando por meio de uma bicicleta ecologicamente correta, que chama a atenção de todos os públicos.

Os eventos ficam abertos ao público de segunda-feira a sábado, das 14h às 21h, e domingos das 12h às 19h. O ingresso varia entre R$ 10 e R$ 15.

Circuito Xperience conta com 19 aparelhos interativos
Circuito Xperience conta com 19 aparelhos interativos (Foto: Divulgação/Shopping da Ilha)

O Shopping da Ilha fica localizado na avenida Daniel de La Touche, bairro da Cohama.

Ciência é explicada de forma interessante em museu

Publicado em

Seguindo a temática da publicação anterior, sobre os passeios em Santiago do Chile durante as minhas férias, eu apresento, agora, o segundo lugar bacana que visitei no mês de fevereiro. Trata-se do Museu Interativo de Mirador (MIM).

Maurício Araya
Museu Interativo de Mirador, em Santiago

Localizado na comuna de La Granja, em Santiago, o MIM começou a funcionar em março de 2000 e, desde então, recebe, anualmente, mais de 430 mil pessoas, a maioria formada por estudantes. O museu é repleto de atividades que explicam fenômenos científicos e tecnológicos. Como já haviam me dito, um dia apenas pode se tornar pouco para desfrutar de todas as atividades propostas pelo local.

Maurício Araya
Museu Interativo de Mirador, em Santiago

Entre as atividades, estão as salas de robótica – onde os visitantes podem programar robôs para diversos fins, como a atividade mineira, bem comum no Chile –, de eletromagnetismo, as apresentações de cinema em terceira dimensão (3D) e a famosa “casa sísmica”, onde é possível conhecer como funciona o interior do planeta e reviver o terremoto de 27 de fevereiro de 2010, a 150 quilômetros a noroeste da cidade de Concepción.

Maurício Araya
Museu Interativo de Mirador, em Santiago

A entrada para o MIM custa $ 3.900 (pesos chilenos, ou, aproximadamente, R$ 17) para o público em geral e $ 2.600 (R$ 10) para crianças de dois a 12 anos, idosos e estudantes. Crianças de até dois anos não pagam. O museu funciona de terça-feira a domingo, das 9h30 às 18h30.

Maurício Araya
Museu Interativo de Mirador, em Santiago

Para chegar ao MIM – que fica localizado na avenida Punta Arenas, nº 6.711 – basta desembarcar na estação “Mirador” da linha 5 do metrô de Santiago e utilizar, ainda, os táxis que seguem para o local. Outras informações na página eletrônica www.mim.cl.

Planetário é opção para quem visita Santiago

Publicado em

Como é de conhecimento de vocês, estive, no mês de fevereiro, desfrutando de merecidas férias. Viajei a Santiago do Chile e, lá, tive a oportunidade de fazer alguns passeios inesquecíveis. No que se refere à ciência e tecnologia, pude conhecer dois lugares bacanas, experiências que pretendo compartilhar com vocês.

Maurício Araya
Maquete da ISS, no planetário em Santiago, Chile

O primeiro lugar foi o planetário da Universidade de Santiago do Chile. No local com área total de 13,3 mil m² e inaugurado em 14 de março de 1985, estudantes e adultos apaixonados por astronomia podem aprender, por meio de projeções, um pouco mais sobre a ciência que estuda o espaço; há salas e dependências criadas especialmente para a projeção de filmes e realização de exposições.

Na sala principal, batizada de “Albert Einstein”, com capacidade para 300 pessoas sentadas, há uma cúpula equipada com um simulador de estrelas Carl Zeiss, modelo VI, com 160 lentes e peso de 2,5 toneladas, encaminhado, na década de 1970, desde a Alemanha – país de origem. O equipamento conta, ainda, com o auxílio de três projetores de vídeo, 32 projetores de slides e equipamento de som de alta fidelidade.

Maurício Araya
Simulador de estrelas Carl Zeiss

A entrada para o público geral custa $ 3.300 (pesos chilenos, algo em torno de R$ 15); para crianças de dois a 12 anos e público da terceira idade, custa $ 2.700 (por volta de R$ 10); e dá direito a uma apresentação no planetário, a uma apresentação no cinema em terceira dimensão (3D), jogos interativos e exposições.

Maurício Araya
Planetário em Santiago do Chile

O planetário da Universidade de Santiago do Chile fica localizado na avenida Libertador Bernardo O’Higgins, nº 3.349, em frente à Estação Central. Quem preferir utilizar o sistema de metrô, um dos mais eficientes do mundo, pode utilizar a linha 1 e desembarcar na estação “Estación Central”. Outras informações podem ser obtidas pelo endereço eletrônico www.planetariochile.cl.